Estudo de caso da Clínica Universitária de Halle (Saale)

Os projetores Epson na Clínica Universitária de Halle (Saale)

Estudo de caso da Clínica Universitária de Halle (Saale)

Os estudantes estudam medicina em Halle desde 1694. O primeiro hospital desta faculdade de medicina foi criado no início do século XIX. Situava-se na Domplatz em Halle e foi projetado e construído por Johann Justus Peter.

A Clínica Universitária de Halle (Saale), que está afiliada à faculdade de medicina da Universidade Martin Luther em Halle-Wittenberg, ainda aí está localizada hoje em dia. Com quase 1000 camas e 2850 funcionários, é o maior hospital no sul da Saxónia-Anhalt com 29 clínicas e policlínicas. Na mudança de milénio, foi construída uma nova extensão do edifício. Inclui muitos blocos operatórios, uma ala moderna de cuidados intensivos, um banco de sangue, policlínicas e enfermarias. Também foram adicionados novos anfiteatros, salas de seminários e uma biblioteca.

“A faculdade de medicina da Universidade Martin Luther tem quatro auditórios grandes e quatro mais pequenos nos dois locais”, explicou Frank Lippert, Chefe de Departamento de System Operation – Serviço Central 1 na Clínica Universitária de Halle. “Durante a renovação da nossa infraestrutura de TI, os projetores para os auditórios e salas de seminários foram solicitados como parte do concurso.”

Instalação dos projetores nos auditórios

Os projetores nos auditórios têm de reproduzir as imagens fixas e móveis, incluindo apresentações ou demonstrações de operações, com cores vivas e naturais que não provoquem fadiga ocular. Os auditórios não são utilizados apenas para palestras. Também são realizados eventos e conferências. Como é comum no setor médico, os requisitos relativos a sistemas de imagem são excecionalmente elevados, uma vez que existem frequentemente ligeiras nuances que têm de ser representadas da forma mais fiel possível. “Já tínhamos muita experiência anterior em tecnologias de projeção”, continuou Lippert. “No passado, utilizávamos dispositivos com tecnologias DLP, mas reparámos que a reprodução de cor em particular era completamente medíocre. Mesmo em comparações diretas entre os sistemas 3LCD e DLP, o projetor DLP ficava francamente aquém.” Por isso, a tecnologia 3LCD foi uma escolha evidente. A fiabilidade do equipamento também desempenhou um papel importante devido à sua instalação especial”. Lippert acrescentou, “No total, os dispositivos funcionavam durante oito a nove horas por dia, pelo menos cinco dias por semana. Para além da tecnologia 3LCD, também era muito importante para nós termos um fonte de luz laser fiável e duradoura, uma vez que os dispositivos estão fixados ao teto e são de difícil acesso. Os projetores Epson são soluções de ecrã extremamente fiáveis, que também oferecem [campo de texto: os projetores EB-2250U, EB-1470Ui e EB-700U são utilizados nas salas de seminários da Clínica Universitária de Halle.] uma qualidade de imagem excecional.”

No fim, a Clínica Universitária optou por equipar os auditórios pequenos com cinco projetores Epson EB-L1405U e quatro projetores EB-L1505U nas salas maiores. Os 8.000 ou 12.000 lumens de fluxo luminoso dos projetores, em conjunto com a resolução WUXGA, permitem uma projeção clara e precisa de elementos complexos. Para aumentar ainda mais a utilidade das salas, a clínica optou por utilizar um sistema de controlo multimédia da AMX, que permite interligar apresentações que estão a decorrer nos vários auditórios sempre que for necessário. Com os projetores Epson, utilizados em conjunto com o sistema AMX, a clínica tem uma potente infraestrutura audiovisual que permite a ligação e combinação de muitas fontes de dados em conjunto através de todas as interfaces atuais.

Projetores profissionais nas salas de seminários

A clínica conta também com a tecnologia 3LCD e uma fonte de luz laser com fiabilidade "instalar e esquecer” para projeção nas salas de seminários. A forma como as salas são utilizadas ou como têm de ser preparadas são também fatores a ter em conta. Os projetores EB-2255U são utilizados nas salas de seminários convencionais, nas quais a maioria das comunicações é feita a partir do altifalante na parte da frente. Noutras salas onde os utilizadores trabalham em maior colaboração, são necessárias máquinas interativas. Nestes locais, os dispositivos também devem estar o mais próximo possível do ecrã, para que os apresentadores não fiquem à frente da luz. Os projetores de ultracurta distância EB-1470Ui e EB-700U são utilizados nestas salas, uma vez que preenchem todos os requisitos da clínica. “Ao lado de quase todos os projetores que instalámos, vamos utilizar também uma unidade de controlo Epson”, continua Lippert, “que dá aos oradores [campo de texto: A caixa de controlo Epson ELPLB02 permite a gestão conveniente dos projetores e fontes de dados.] bastante liberdade na escolha das fontes de dados, bem como na distribuição dos documentos.” Além disso, as salas de seminários exigem hardware específico devido à natureza do instituto. Por exemplo, prevê-se que apresente as imagens de um microscópio especial, cuja saída HDMI é ligada aos projetores Epson. Mesmo neste caso, é possível apresentar uma representação precisa e fiel em termos de cor do conteúdo da lâmina do microscópio.

Em geral, a iluminação adequada e uniforme das áreas de projeção é extremamente importante nas salas de seminários. “Já não queremos escurecer as salas quando projetamos algo”, concluiu Lippert. “Com os projetores Epson que instalámos nas nossas salas, já não é necessário fazê-lo. Estamos extramente satisfeitos com os dispositivos e estamos convictos de que fizemos a escolha certa.”

 

A tecnologia multimédia na Clínica Universitária de Halle (Saale) provém de:

SPIE Fleischhauer GmbH

Oldenburger Allee 36
30659 Hannover, Alemanha

Telefone: +49 (0) 511 9014 -0
E-mail: info-spiefleischhauer(at)spie.com